NOTÍCIAS
Curso forma promotores para inovação e desenvolvimento

Para o professor José Eustáquio Ribeiro Vieira Filho, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), uma empresa, para ser inovadora, precisa do apoio de uma rede colaborativa de inovação. É essa a proposta do curso do Programa Regional de Formação para o Desenvolvimento Econômico Local com Inclusão Social para o Brasil (ConectaDEL), “Promotores para Inovação e Desenvolvimento”, iniciado semana passada.


O professor Eustáquio ministrou o primeiro módulo do curso, que teve como tema “Ciência, Tecnologia, Inovação e Desenvolvimento”, nos dias 3 e 5 de abril. A turma reúne dirigentes e profissionais das áreas de pesquisa em desenvolvimento e inovação, empresários e pesquisadores de universidades e institutos científicos, além de profissionais do setor público.  A intenção da formação é promover a interação entre os diversos setores em um mesmo ambiente de aprendizagem.

“Uma empresa que quer ser inovadora, não vai ser inovadora sozinha. Então, em um mundo moderno, a rede colaborativa de inovação é muito importante”, afirma Eustáquio. O curso “Promotores para Inovação e Desenvolvimento” tem como objetivo proporcionar conhecimentos e mecanismo para que atores locais possam elaborar e executar projetos cooperados, visando a promoção da inovação e o desenvolvimento no Oeste do Paraná.

A turma é formada por aproximadamente 100 alunos, que buscam capacitação para o desenvolvimentos de projetos voltados ao desenvolvimento da região. Essas propostas, elaboradas durante o curso, poderão ser selecionadas para receber cofinanciamento oferecido pelo “Edital ConectaDEL Inovação”, promovido pelo Parque Tecnológico Itaipu (PTI) e a Fundação Araucária, para o qual serão destinados R$ 500 mil.

A formação ocorre em Medianeira e Toledo pelos próximos três meses. As aulas são presenciais e os encontros quinzenais. Em Medianeira, o curso conta com o apoio de infraestrutura da Frimesa e da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) e, em Toledo, quem oferece o espaço é a Prati Donaduzzi.

Sobre o ConectaDEL

O ConectaDEL atua no Brasil desde 2013, resultado de convênio entre o PTI e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), por meio do Fundo Multilateral de Investimento (FOMIN), com o apoio da Itaipu Binacional. Em parceria com o Programa Oeste em Desenvolvimento, o ConectaDEL realizou, entre 2013 e 2017, cursos de formação que possibilitaram a capacitação de agentes locais, o estímulo a gestão integrada, de caráter público-privado, e o cofinanciamento de projetos cooperados com 18 instituições da região.

No ano passado, sete propostas foram selecionadas para receber cofinanciamento para implementação. Entre elas, a criação de um espaço empreendedor e de inovação no campus da Universidade Federal do Paraná (UFPR) em Palotina e a implantação de um Centro de Inovação Tecnológica em Assis Chateaubriand.

 

Fonte: PTI