NOTÍCIAS
Oeste em Desenvolvimento cadastra profissionais que atuam na assistência técnica

O Programa Oeste em Desenvolvimento (POD) quer cadastrar todos os profissionais que atuam na área de assistência técnica nos 54 municípios da região, seja na área de bovinocultura, piscicultura, suinocultura ou avicultura. O objetivo é ter um banco de dados completo, com informações que vão desde a formação, área de atuação, localidade, periodicidade dos trabalhos, até interesse em qualificação.

O formulário é simples e rápido de responder. É destinado aos profissionais que atuam nas atividades da cadeia produtiva de proteína animal (leite, peixe, suínos e frango) da região Oeste. Para preencher, basta acessar o endereço eletrônico https://goo.gl/KAb76K ou na página do programa na internet (www.oesteemdesenvolvimento.com.br).

Segundo Jonhey Nazário Lucizani, representante do Parque Tecnológico Itaipu (PTI) no programa, desde a implantação do POD, em 2014, uma das principais demandas apresentadas pelos produtores é a falta de assistência técnica. Essa também é considerada um dos principais “gargalos” das cadeiras produtivas. “Hoje não sabemos quantos são, quem são esses profissionais e onde eles atuam. É como se estivéssemos fazendo um censo desses trabalhadores.”

Com o cadastro preenchido, por meio da Rede de Assistência Técnica do Oeste do Paraná, a proposta é identificar oportunidades e necessidades de atuação para expansão, fortalecimento e qualificação dos serviços de assistência técnica e extensão rural e, assim, contribuir mais direta e intensivamente na qualificação da produção. “Muitas vezes há oportunidades de trabalho, mas não sabemos onde estão esses profissionais. Outras vezes, há cursos disponíveis pela Empresa de Assistência Técnica de Extensão Rural do Paraná (Emater), por exemplo, mas não conseguimos realizar, por falta de interessados”, explicou.

Para mais informações sobre o formulário, entrar em contato pelo e-mail: proteinaanimal@oesteemdesenvolvimento.com.br; ou pelo telefone (45) 3576-7069.