OESTE EM DESENVOLVIMENTO
NOTÍCIAS
Oeste terá plataforma digital para monitorar aplicação dos ODS na região

Representantes de municípios, cooperativas e instituições da região participaram, nesta quarta (16) e quinta-feira (17), de uma oficina na Itaipu Binacional para adaptar os indicadores dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável à realidade da Região Oeste do Paraná. Um dos resultados da oficina é a criação de uma plataforma digital que vai monitorar e orientar a aplicação local dos ODS.

“São informações importantes que serão atualizadas e retroalimentadas sistematicamente”, resume o diretor de Coordenação da Itaipu, Newton Kaminski. A plataforma vai reunir informações de várias instituições de pesquisa, como Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes),  Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar), além das secretarias municipais e das ações já desenvolvidas pela Itaipu.

De acordo com Kaminski, o monitoramento constante vai orientar as ações socioambientais realizadas na região. “Com estes dados, podemos avaliar quais são as prioridades de nossas ações, o que é significativo no contexto dos ODS e o que não é prioritário”, complementa. “Assim podemos dar nossa contribuição local para atingir resultados globais”.

A criação da plataforma faz parte da série de ações proporcionadas pelo convênio entre Itaipu e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) na região, assinado em agosto de 2016. O objetivo principal é criar uma agenda em comum para implantação dos ODS nos municípios do Oeste Paranaense.

“Não existe muitos lugares no mundo que tenham a facilidade de implementação regional dos ODS como temos aqui no Oeste do Paraná, onde já existe uma articulação da Itaipu com os municípios e uma forte atuação local”, conclui Kaminski.

Itaipu na região

Um levantamento feito pela Assessoria de Responsabilidade Social (RS.GB) mapeou 90 ações da Itaipu com características socioambientais vinculadas aos ODS. De 2018 a 2020, a atuação da empresa nos 54 municípios da região vai atingir 300 mil hectares em microbacias, 430 unidades de proteção de nascente, 24.160 hectares de conservação de solo, 172 unidades de cisternas, 745 km de adequação de estradas, entre outros.

 

Fonte: JIE