NOTÍCIAS
POD premia melhores práticas de inovação do Oeste

O Programa Oeste em Desenvolvimento (POD) premiou as nove iniciativas que contribuíram para o fomento da ciência e da tecnologia na região nos últimos dois anos, dentro do Prêmio Inova Oeste. 

A entrega das certificações ocorreu nessa quinta-feira (29), durante o 5º Fórum de Desenvolvimento Econômico do Território Oeste do Paraná, realizada no Parque Científico e Tecnológico de Biociências (Biopark), em Toledo.

A cerimônia contou com cerca de 300 lideranças do Oeste do Paraná. Entre elas, o presidente do POD, Danilo Vendruscolo; o vice-presidente o programa, Elias Zydek e o secretário de Agricultura e Abastecimento do Paraná, George Hiraiwa. A Itaipu Binacional foi representada pelo diretor de Coordenação, Newton Kaminski e pelo assistente da Diretoria Geral, Tércio Albuquerque.

Prêmio

Os prêmios foram concedidos em três modalidade: Inovação em Produto, Inovação em Processos e em Práticas Inovadoras Organizacionais.

O projeto Bras Cloud foi o primeiro colocado na categoria Inovação e Produtos entre as Micro e Pequenas Empresas e Statups, seguido da Granex e Bio Sano.

Entre as médias e grandes, os melhores foram: Comercialização de ovos em estojo contendo 18 unidades, da Cooperativa Lar; Linha Friminho de produtos cárneos e lácteos infanto-juvenis da Frimesa e Desenvolvimento de linha de empanados em embalagens de 700g, da Lar.

Dentro de Inovação e Processos, os vencedores entre as pequenas empresas foram: Manipulador multipropósito controlado automaticamente: um robô industrial, da empresa Schumacher; Blocos de fibra produzidos a partir dos rejeitos da produção de peças, também da Schumacher e Processo de prospecção tecnológica com foco no desenvolvimento e aprimoramento de tecnologias, da Defere.

Entre as médias, as melhores práticas foram das empresas Cooperativa Lar e Hotel Wish Foz.

Na categoria Inovação em Processos e em Práticas Inovadoras Organizacionais nas instituições de ensino, o escolhido foi o Núcleo de Excelência em Empreendedorismo e Inovação (NEEI), da PUC Paraná.

O Prêmio Inova Oeste recebeu ao todo 37 inscrições.

Desafio

Também foram divulgados os nomes das instituições que receberão até R$ 100 mil para desenvolver projetos na área de sanidade agropecuário e meio ambiente. São elas: Associação Internacional União das Américas; Aquaponics Lab; Vita-Acquavitalle; Aquaponia Orgânica Foz; Universidade Estadual do Oeste do Paraná e Lumar Centrais de Gás.

Conquistas

O Fórum também foi um momento para os representantes do POD apresentarem as conquistas do último ano e debater com a comunidade as demandas para os próximos.

O presidente do Programa, Danilo Vendruscolo, citou conquistas em diversas áreas como sanidade animal, infraestrutura e logística, energia entre outros.

Uma delas foi a antecipação do cronograma para a obtenção do título de área livre aftosa a partir de maio 2019 e a criação do Conselho de Sanidade Agropecuária do Oeste do Paraná (CSA). Também a criação da personalidade jurídica do programa, que desde outubro é uma Associação sem fins lucrativos.

A articulação junto ao Governo do Estado na isenção de ICMS para a geração de energias alternativas até 1 megawatt foi outra demanda alcançada pelo Programa no último ano.

Outro ganho do POD foi Implantação do Portal de Compras Territoriais, como ferramenta de apoio na participação dos pequenos negócios locais como fornecedores.